Crítica | Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal

A história de um dos mais famosos serial killers, Ted Bundy, é contada pelo ponto de vista de sua namorada, Liz.

Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal
A história de um dos mais famosos serial killers, Ted Bundy, é contada pelo ponto de vista de sua namorada, Liz.

O longa, baseado em fatos ocorridos na década de 70, conta como Theodore Robert Bundy, um homem charmoso e amável, era também o maior pesadelo das mulheres nos Estados Unidos. O filme mostra detalhes do relacionamento entre Ted Bundy (Zac Efron) e Elizabeth Kloepfer (Lily Collins), durante o período de sua atuação como serial killer.

comparação visual zac efron ted bundy

À esquerda, Zac Efron como Ted Bundy; à direita, o próprio.
Reprodução: SFGate

Apesar de outros casos como Zodíaco e Charles Manson, o termo serial killer foi usado para classificar a atividade de Bundy, e só a partir daí se popularizou e passou a ser usado em outros casos de assassinatos em série. Bundy, condenado e executado em cadeira elétrica em 1989, na Flórida, protagonizou um julgamento-espetáculo. O assassino ganhou tanta popularidade que teve o primeiro julgamento televisionado da história! Todo o país acompanhou a saga de Bundy que dividiu opiniões, já que Ted não aparentava ser alguém capaz de matar.

zac efron ted bundy

Zac Efron como Ted Bundy: todo o charme e sedução de um assassino.
Reprodução: Miami Film Festival

Apesar de passar toda a vida negando os crimes, Bundy chegou a confessar o assassinato de 30 vítimas antes de sua execução, incluindo atos como decapitação, estupro e necrofilia. Estima-se que ela tenha sido responsável por mais de 100 mortes, incluindo uma criança de 12 anos.

Pontos positivos

Toda a parte de cenário, locações, figurino, tudo foi feito com excelência! Principalmente nas cenas de julgamento. Algumas cenas foram recriadas tal qual os fatos, e aí temos as incríveis performances de Zac Efron e John Malkovich (como o juiz Edward Cowart), que foram impecáveis.

john malkovich ted bundy

John Malkovich como juiz Edward Cowart em Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal.
Reprodução: AdoroCinema

Jim Parsons também entrega um excelente promotor Larry Simpson, o que pra mim foi uma grata surpresa ver o ator se desprender do gênero comédia, no qual está inserido há anos.

jim parsons e zac efron ted bundy

Ted Bundy (Zac Efron) toma as rédeas de sua própria defesa, tentando refutar as evidências do promotor Larry Simpson (Jim Parsons).
Reprodução: Pop Review

Zac Efron mostra toda a sua qualidade de ator nesse filme, se alguém ainda tinha um certo receio sobre o potencial do rapaz, sua performance como Ted Bundy não deixa dúvidas sobre o seu trabalho.

Pontos negativos

O filme dirigido por Joe Berlinger, em comparação à série também dirigida por ele, tem um conteúdo um tanto romantizado, mas vamos dar um desconto à licença poética. Algumas alterações também foram feitas em relação a cronologia dos fatos e aos lugares em que eles aconteceram, mas não é nada que atrapalhe a história. De fato, essas alterações deixam o roteiro mais fluido para o telespectador.

Algumas dessas mudanças foram feitas exclusivamente para dar corpo ao resto do elenco, e às histórias dos personagens coadjuvantes. E, claro, se a história é contada do ponto de vista de Liz, ela precisa ter um protagonismo.

ted bundy e suas mulheres

Ted Bundy e suas mulheres: Elizabeth Kloepfer (Lily Collins) e Carole Ann Boone (Kaya Scodelario).
Reprodução: We Got This Covered

Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal chega às telonas brasileiras em 25/7! Não deixe de conferir também a série em 4 capítulos da Netflix “Conversando com um serial killer: Ted Bundy”.

NOTA: 3,5/5

Veja o trailer de Ted Bundy: A Irresistível Face do Mal.


Siga nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter YouTube.