HorrorNerd | A vingança é um prato que se come frio em “Freaks”, horror de 1932

Filme do diretor Tod Browning presenteia o cinema com uma das maiores histórias de vingança de todos os tempos.

HorrorNerd | A vingança é um prato que se come frio em “Freaks”, horror de 1932

Por Bruno Omena, do blog Resenha100Nota.

Quando a MGM lançou Freaks em 1932, o cinema de horror curtia o sucesso dos monstros clássicos da Universal. Drácula e Frankenstein, encarnados pelos astros Bela Lugosi e Boris Karloff, respectivamente, atraíam a curiosidade e assustavam multidões.

Para aproveitar o novo filão os demais estúdios tentavam a todo custo lançar suas próprias franquias e com isso faturar nas bilheterias. A Warner lançou O Médico e o Monstro (1931) e alcançou o sucesso, mas o mesmo não se pode dizer de Freaks, um retumbante fracasso da MGM.

Prince Radian como "The Living Torso" e Johnny Eck como "Half Man".

A trama trazia uma companhia circense de aberrações em turnê pelo país. A trupe era comandada pelo gentil anão Hans, herdeiro de uma fortuna, que é seduzido pela bela trapezista Cleópatra. A jovem, amante de Hércules, o homem mais forte do circo, arquiteta um plano para envenenar o pequeno, com quem acabara de se casar, e ficar com seu dinheiro. Entretanto a história ganha uma reviravolta quando a turma dos freaks descobre a farsa da garota.

Sem dúvida alguma Freaks é um dos maiores filmes de vingança que o cinema já viu. Infelizmente o público não estava pronto para a ousadia do diretor Tod Browning e o rejeitou, como a sociedade rejeitaria aquelas pessoas fora dos padrões e marginalizadas.

Em 2014, Ryan Murphy homenageou o longa da década de 30 com a temporada “Freak Show”, da série American Horror Story. Visto atualmente o filme continua forte, assustador e melancolicamente poético. O casamento de Hans é de cortar o coração, mas a vingança é de lavar a alma. Hoje o longa ganhou status de cult e é reverenciado por muitos como um grande filme de horror.

Nota: 8.0


Siga nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter YouTube.

Compartilhe: