A Estrada para o Ultimato | Capítulo 12 – Homem-Formiga

Deslocado do MCU, o filme encerra com bom humor a Fase 2 da Saga Infinito

A Estrada para o Ultimato | Capítulo 12 – Homem-Formiga

O primeiro filme do Homem-Formiga só chegou aos cinemas em 2015, mas a ideia de levar o herói ao cinema começou nos anos 80, quando o próprio Stan Lee levou um esboço para a New World Pictures. Sem sucesso na negociação, a propriedade Homem-Formiga foi deixada de lado até que Howard Stern, em 2000, tentou comprar os direitos do personagem, fazendo com que a Marvel anunciasse um filme do herói ainda naquele ano com a coprodução da Artisan Entertainment.

Depois de muitos atritos entre a Marvel e a Artisan, o roteirista Edgard Wright apresentou sua ideia diretamente ao produtor Kevin Feige, que desistiu da parceria com a Artisan e contratou Wright em 2006 para não apenas roteirizar como dirigir o filme. Desde então, o projeto do filme começou a caminhar em passos curtos. Apenas em 2008, Wright anunciou que o primeiro rascunho do filme estava completo e que ele estava trabalhando em um segundo, que na verdade só teve sua versão definitiva finalizada em 2011, depois que o diretor concluiu seu trabalho em Scott Pilgrim Contra o Mundo.

Em 2012, finalmente o filme teve sua data de lançamento confirmada, apesar de que a expectativa dos fãs era que o herói desse as caras pela primeira vez no Universo Cinematográfico Marvel em Vingadores: Era de Ultron, já que nos quadrinhos, Ultron não é criação de Tony Stark e sim de Hank Pym, o Homem-Formiga clássico. Isso não aconteceu porque Edgard Wright queria que o personagem fosse em um primeiro momento desconexo do restante do MCU.

“Eu gosto da ideia de fazê-lo como um standalone porque eu acho que a sua premissa precisa de tempo. Eu quero colocar a premissa maluca dele em um mundo real […] Eu definitivamente quero encontrar um formato onde eu use o formato original para introduzir o personagem principal e em aventuras futuras possamos trazer outros personagens também”, disse Wright durante a produção do filme. E assim foi feito, sem grandes conexões com o MCU, Homem-Formiga chegou aos cinemas no dia 17 de julho de 2015.

Afastado da SHIELD em 1989, o cientista Hank Pym funda a Pym Technologies para dar continuidade aos seus estudos e proteger a tecnologia da partícula Pym, utilizada em um traje secreto que é capaz de diminuir e aumentar de tamanho com o apertar de um botão. Anos depois, no presente, sua filha Hope e o “cientista prodígio” Darren Cross afastam Hank de sua própria empresa, levando Hank a procurar alguém que possa de fato dar continuidade ao seu legado.

Saindo da prisão de San Quentin, estava Scott Lang, que ficou preso por três anos por conta de conflitos com seu ex-chefe. Scott tenta visitar sua filha pequena Cassie mas é impedido pela mãe e pelo atual marido por falta de pagamentos de pensões. Para conseguir o dinheiro, Scott decide aceitar a proposta de seu amigo Luis de roubar a casa de um cientista magnata, ninguém mais, ninguém menos que Hank Pym.

Devido ao roubo, Scott é preso novamente, mas dessa vez ele recebe uma visita surpreendente: a de Hank Pym. Na verdade, todo o roubo havia sido planejado por Pym para testar as habilidades de Lang. Pym queria alguém que pudesse vestir o uniforme de Homem-Formiga, se infiltrar na Pym Technologies e roubar o uniforme de Jaqueta-Amarela do seu ex-parceiro Darren Cross, que tinha a mesma tecnologia do Homem-Formiga. Cross já havia se provado uma ameaça à Hope e à própria Pym Technologies. O escolhido para parar a ofensiva de Cross não poderia ser outra pessoa senão Scott Lang.

As habilidades de um herói como o Homem-Formiga são de cara um convite ao humor, afinal quem é capaz de levar a sério um mini-homem andando em uma formiga como se fosse um cavalo? Ainda bem que o filme abraça o humor em sua plenitude, o tornando um dos filmes mais engraçados de todo o Universo Cinematográfico Marvel até hoje. Mas, apesar disso, de forma alguma o filme deixa de passar uma mensagem ao seu espectador.

A luta de Scott Lang para reconquistar o carinho e o respeito de sua filha é a verdadeira luta de Homem-Formiga. Hank Pym tem uma dura missão pela frente, de fato sua tecnologia está em risco, mas para Lang nada é mais importante do que ter sua filha ao seu lado e ele é capaz de fazer o que for possível e impossível para mantê-la bem e em segurança, nem que seja passear por aí com um uniforme que encolhe e aumenta.

Mesmo que caricato, o vilão Jaqueta-Amarela encaixa bem no filme por estar exatamente a mesma altura do herói. Ambos usam a mesma tecnologia, mas o que os difere é o que está por baixo do uniforme. De um lado, alguém que vislumbra o início de uma nova vida e, do outro, alguém que passou a vida em buscar do poder a qualquer custo, algo que Pym sentiu na pele e que, graças a Lang, jamais sentirá novamente.

A grande conexão de Homem-Formiga ao MCU está em sua cena pós-créditos. Sam Wilson e Steve Rogers finalmente encontram Bucky Barnes, que agora está ciente de quem realmente é, mas o Tratado de Sokovia está prestes a dividir os nossos queridos heróis.

A Estrada para o Ultimato continua amanhã com Capitão América: Guerra Civil, o início da Fase 3 da Saga do Infinito.


Siga nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter YouTube.

Compartilhe: