Crítica | Megatubarão

Crítica | Megatubarão

Megalodonte x Jason Statham…quem você acha que venceu?

Sabemos que filmes com tubarão não é algo novo no cinema, temos desde o clássico Tubarão de Steven Spielberg até o mais recente e ótimo Medo Profundo, que foi lançado no primeiro semestre deste ano, e agora, no segundo semestre, chega mais um filme, não somente com um tubarão qualquer, mas um Megalodonte, um tubarão que existiu a milhões de anos em nossa terra e que o cinema traz de volta à vida no longa Megatubarão com o astro da ação Jason Statham, que, acreditem, medo de tubarão é uma coisa que seu personagem não tem.

A narrativa do filme nos mostra que no lugar mais profundo do Oceano Pacífico, a tripulação de um submarino fica presa dentro do local após ser atacada por uma criatura pré-histórica que se achava estar extinta, um tubarão de mais de 20 metros de comprimento, o Megalodonte. Para salvá-los, um oceanógrafo chinês contrata Jonas Taylor, um mergulhador especializado em resgates em água profundas que já encontrou com a criatura anteriormente. A partir dessa premissa, temos o desenrolar da aventura, a velha história do conhecido ditado: “não mexa com quem está quieto”.

Resultado de imagem para megatubarão

Resultado de imagem para megatubarão

O filme que é dirigido por Jon Turteltaub, de A Lenda do Tesouro Perdido e A Última Viagem a Vegas, traz algumas incoerências no mesmo, as vezes não sabendo pra que lado quer ir, pois, o longa quer ser assustador e ao mesmo tempo engraçado, o que pode deixar quem assiste confuso, sem saber pra onde o filme está indo, mas, no geral, acaba conseguindo encontrar um tom divertido, contudo perigoso, porque de certeza não são todos que vão gostar de assistir. Um ponto bastante positivo, são algumas cenas de ação bem trabalhadas que engrandeceram em boa parte o filme e trouxeram um pouco do tamanho que esse filme deveria ter por inteiro.

O elenco conta com o já mencionado Jason Statham, onde ele está bem no papel, mas algumas vezes parece meio forçado dentro da trama, e vide Velozes e Furiosos, ele não tem medo de nada e parte pra cima do megatubarão com tudo, é aquilo: “Quem poderá nos defender”? E Jason Statham aparece gritando: “EU”, e como a produção é em parceria com a China, e já vimos isso antes (A Grande Muralha), alguns atores chineses marcam presença, como é o caso da bastante conhecida Li Bingbing, que já atuou em filmes como Resident Evil: Retribuição e Transformers: A Era da Extinção, em Megatubarão a atuação dela está ok e não surpreende. Temos a presença também de Ruby Rose, a futura Batwoman, que não tem um papel muito grande no filme, mas tem seus momentos.

Resultado de imagem para megatubarão

Resultado de imagem para megatubarão

Emfim, Megatubarão, poderia ter sido mega, mas pecou sem saber pra qual lado o filme iria nos levar, para um suspense, ou uma ação com comédia, no fim ele nos dá um meio a meio que termina sendo divertido, assistível, mas em sua conclusão sentimos que faltou alguma coisa, talvez um pouco mais de violência, sangue, mordidas, ou uma coerência maior naquilo que o filme queria entregar, mas não deixou de valer o ingresso do cinema.

Nota: 3/5

Acompanhe nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter YouTube.

Compartilhe: