Crítica | No Olho do Furacão

Filme não acerta em praticamente nada.

Crítica | No Olho do Furacão

Velozes e Furiosos encontra um Furacão…e vence

Bom, de tempos em tempos vemos o cinema apostando em filmes de catástrofes, onde vemos a fúria da natureza sobre a humanidade, e devo falar que temos bons filmes como exemplos disso, vide ‘O Dia Depois de Amanhã’ e o clássico ‘Twister’, mas a grande maioria não conseguem acertar nesse tipo de filme, é o que vemos aqui em ‘No Olho do Furacão’.

Um filme que aposta numa história que poderia ter acertado, mas falha totalmente, vemos aqui alguns ladrões que planejam roubar 600 milhões de dólares do Tesouro Americano. No mesmo dia do assalto, um furacão de categoria máxima – fazendo uma pausa aqui pra acrescentar que essa determinação vem de um meteorologista que está com equipamentos menores, enquanto toda uma base de alta tecnologia diz que o furacão é somente categoria 2, vai entender – está previsto chegar à cidade. A população deixa o local, restando apenas um meteorologista (esse mesmo que mencionei anteriormente), uma agente do Tesouro Americano e um ex- fuzileiro naval. Juntos, eles precisam não apenas sobreviver a maior das tempestades, mas também impedir o roubo do século.

Imagem relacionada

O filme não tem emoção nenhuma, os atores são forçados demais em cena, sem química, sem envolvimento, enfim uma catástrofe maior do que o furacão. Eles até tentam trazer algumas reviravoltas no decorrer do filme, mas nenhuma com algum impacto significativo, logo o que nos sobra é a ação desenfreada de duas pessoas, um o meteorologista que coloca o James Bond (007) e Ethan Hunt (Missão Impossível) no chinelo, pois ele enfrenta todo mundo sem arma alguma como se fosse a coisa mais fácil do mundo, enquanto uma policial bem treinada que está ao lado dele boa parte do filme sofre pra tentar acertar alguns dos ladrões.

Imagem relacionada

Sem falar na cena onde 3 caminhões de carga pesada estão a toda velocidade tentando fugir do furacão e ao mesmo tempo se enfrentando entre si, no verdadeiro estilo velozes e furiosos, talvez o diretor Rob Cohen queria trazer algo dessa franquia para o filme, mas o faz desastrosamente.

Por fim, esse é um filme que logo logo todos irão esquecer – ou não – que não empolga, não diverte e o pior faz você sair do cinema pior do que quando entrou. Faço um adendo para os efeitos que, dentre tantos defeitos, tem um pouco de acerto, mas não tira esse filme como um dos piores que envolvem algum tipo de desastre natural, assistam por sua conta e risco.

NOTA: 2/5

Acompanhe nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter YouTube.