Review | Shadow of the Colossus

Review | Shadow of the Colossus

Uma obra de arte sensacional que enche os olhos e as expectativas de qualquer jogador que consiga perceber todas as nuances deste lindo jogo!

Quando eu tinha uns 20 anos, um amigo – que logo depois tornou-se namorado – chegou em minha casa com o jogo Shadow of the Colossus. Eu nem tinha ouvido falar do jogo ainda e nem sabia sobre ele, óbvio. Mas a capa me deu a sensação de que tinha um ar medieval ou algo do gênero. O meu amigo torrou meu ouvido falando o quanto o jogo era sensacional e gostoso de jogar. Lá fomos nós…

E hoje, posso dizer com a absoluta certeza que Shadow of the Colossus é sem dúvidas o melhor jogo do play 2 que tive a oportunidade de jogar e zerar.

O game conta a história de Wander, um jovem que perdeu sua amada, Mono, e vai até as terras proibidas para tentar ressuscitá-la. Pouco se sabe sobre Mono, a não ser que ela foi sacrificada de alguma forma porque se acreditava ter um destino amaldiçoado. Ao chegar no templo das terras proibidas, Wander encontra uma entidade com nome de Dormin. Dormin é uma entidade com várias vozes que falam em conjunto e que tem o poder de ressuscitar qualquer mortal. Assim, o deus aceita ajudar Wander com o seu objetivo desde que ele mate colossus que são seres encarnados na terra de ídolos antigos daquela região. Wander tem como seu aliado nesta missão, sua égua Agro, uma espada e um arco e flexa para poder derrotar seus inimigos Colossi!

Shadow of the Colossus foi lançado no Japão em 27 de Outubro de 2005 e lançado no Brasil em 15 de fevereiro de 2006 – Aproveitando, fará 12 anos da estreia este ano. É considerado um jogo de ação-aventura desenvolvido pela SCE Japan Studio e publicado pela Sony Computer Entertainment para o PlayStation 2. Ele foi dirigido por Fumito Ueda e desenvolvido pelo International Production Studio 1, também conhecida como Team Ico; o mesmo time de desenvolvimento de Ico.

A jogabilidade é única e seu progresso ocorre em ciclos. Wander possui duas armas que são usadas tanto para matar os Colossi, como também para caçar lagartos e pegar frutas.

Para encontrar cada Colossus, Wander pode levantar sua espada em uma área iluminada pelo sol para refletir os feixes de luz que convergem em direção ao local de onde está o Colossus. O percurso a um colossus é raramente reto: trechos de terrenos variados muitas vezes exigem que um desvio seja feito ao longo do caminho. A maioria dos Colossi estão localizados em áreas remotas, como em cima de morros ou dentro de estruturas antigas.

Agro, a égua de Wander, desempenha um papel importante no jogo. Além de servir como um meio de transporte, a luta a cavalo é vital para derrotar alguns dos Colossi. Entretanto, há muitos ambientes que não podem ser atravessados ​​pela Agro, já que os Colossi geralmente habitam áreas em água profunda ou separadas por grandes obstáculos que devem ser escalados.

Shadow of the Colossus é um daqueles jogos que depois de jogado fica na lembrança para sempre, você indica para todos ao seu redor e sempre que possível tenta jogá-lo novamente. O que com certeza vai acontecer muito conosco agora que a Sony vai lançar o remake que está previsto para 6 de fevereiro de 2018 – Está chegando!

Se você ainda não jogou, a oportunidade é esta! E se você já jogou, conte pra gente nos comentários suas impressões, histórias e percepções do jogo!

Acompanhe nossas redes sociais: FacebookInstagramTwitter YouTube!

Fran 😀